Política

Angola reitera compromisso em reduzir índices de mortalidade por acidentes rodoviários

O secretário de Estado do Interior, José Bamokina Zau, reafirmou nesta quinta-feira, em Nova Iorque, o compromisso de o Executivo angolano em reduzir os índices de mortalidade por acidentes de viação.

01/07/2022  Última atualização 01H51
© Fotografia por: DR

José Bamokina Zau falava na Reunião de Alto Nível da Assembleia Geral da ONU sobre Segurança Rodoviária subordinada ao tema: "O horizonte de 2030 para a segurança no trânsito: Garantindo uma década de acção e concretização”.

Ao intervir no segmento plenário, apresentou as acções implementadas pelo Executivo ao abrigo da Estratégia Nacional de Prevenção Rodoviária 2019-2022, em consonância com as recomendações da OMS e da ONU.

Apesar dos constrangimentos decorrentes da recessão económica e financeira, disse que foi possível implementar algumas acções de relevo com destaque para a aprovação de vários diplomas complementares ao código de estrada, incluindo o Plano Rodoviário de Angola, que constitui um importante instrumento para permitir identificar toda a malha rodoviária, caracterizar as categorias e a extensão das estradas, fazer a gestão das mesmas, tendo em conta a descentralização das competências.

O secretário de Estado do Interior realçou, também, a construção de infra-estruturas equipadas com tecnologias de ponta para a melhoria dos mecanismos de avaliação dos candidatos a habilitação legal para conduzir, bem como para a implementação dos centros de inspecções técnicas obrigatórias de veículos.

Fez, igualmente, referência a componente de formação e capacitação dos efectivos da Polícia de Trânsito em matérias de prevenção e segurança rodoviária.

Bamokina Zau informou o plenário sobre as acções do Executivo visando a redução da sinistralidade rodoviária, com a implementação do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), equipado com sistemas de vídeo vigilância.

Na sua intervenção, reiterou o compromisso de Angola em continuar a melhorar a segurança rodoviária em toda a sua extensão territorial, com vista alcançar os objectivos da década de Acção (2020-2030), no âmbito dos objectivos de desenvolvimento sustentável propostos pela ONU e da Agenda 2063 da União Africana.

A delegação angolana chefiada secretário de Estado do Interior ainda integra o representante permanente adjunto da Missão de Angola junto da ONU em Nova Iorque, João Gimolieca, adido de defesa, Coronel Custódio Livulu, entre outros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política