Política

Angola reeleita membro do Comité Consultivo da ONU

Angola foi reeleita membro do Comité Consultivo para Questões Administrativas e Orçamentais da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para o triénio 2022-2024 e já anunciou as linhas estratégicas para os próximos anos.

21/11/2021  Última atualização 01H26
Makiese Augusto, o primeiro à esquerda, foi eleito por aclamação © Fotografia por: CEDIDA

Pela segunda vez consecutiva, a República de Angola fez eleger, por aclamação, a candidatura do conselheiro Makiese Kinkela Augusto, diplomata com mais de 17 anos de carreira, em representação do Grupo Africano e deverá exercer as funções por um mandato de três anos, a partir de 1 de Janeiro de 2022.

 

Falando sábado (20) ao Jornal de Angola, Makiese Augusto disse que o país tem neste momento 18 funcionários e uma das metas é incentivar a que mais compatriotas possam integrar as estruturas da ONU, assim como a promoção de cidadãos de outros países africanos menos representados para cargos de liderança das missões de paz, dos enviados especiais da organização.

 

Informou que, neste particular, o SG da ONU, António Guterres, procedeu à abertura do apelo mundial para os países apresentarem quadros para futuras missões de manutenção de paz até 10 de Dezembro, tendo, por outro lado, avançado alguns objectivos durante o mandato.

 

"A participação de Angola e dos países africanos na plataforma de logística global do sistema das Nações Unidas, isto é, a participação nas compras globais, as aquisições, a prestação de serviços logísticos para as operações de manutenção de paz, acompanhamento e implementação da mobilidade do pessoal das ONU, entre outros”, sublinhou.

 

O diplomata angolano foi eleito pela Assembleia Geral da ONU a 16 deste mês na 35ª Sessão, depois de ter passado pelo órgão a 9, por aclamação, e sido validado há cinco dias.

 

Makiese Augusto integra assim este órgão subsidiário da 5ª Comissão da Assembleia Geral, entidade  competente pela gestão dos recursos humanos, materiais e financeiros do Secretariado das Nações Unidas, suas Agências Especializadas, Escritórios e Representações da ONU pelo mundo.

 

É responsável pela programação, gestão, aprovação, revisão, exame e avaliação dos custos e despesas  do  orçamento  geral,  regular  e  extraordinário  da Organização das Nações Unidas.

 

O mesmo Comité Consultivo define e aprova os orçamentos anuais e dos recursos humanos de todas  operações de manutenção de paz e missões políticas da ONU, bem como os orçamentos da sede da organização em Nova Iorque e dos centros de Genebra, Viena, Nairobi, Roma, Banguecoque, Santiago, Washington, de entre outros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política