Economia

Angola procura captar investimentos em Durban

As potencialidades que o país oferecem para o fomento de investimentos nos mais variados sectores, com destaque para a agricultura, indústria transformadora, transportes, seguros, entre outras áreas, estarão em destaque a partir de hoje (segunda-feira) na maior Feira Comercial Intra Africana (IAFT), que decorre de 15 a 21 do corrente mês na cidade de Durban, África do Sul.

15/11/2021  Última atualização 08H01
© Fotografia por: DR
Angola faz-se presente no evento com mais de 30 expositores, entre empresários, instituições bancárias e distintas associações empresariais, numa coordenação institucional do Ministério da Indústria e Comércio, com o apoio executivo da Comunidade das Empresas Exportadoras e Internacionalizadas de Angola (CEEIA) e Agência de Investimento Privado e Exportação (AIPEX).


De acordo com o Presidente da CEEIA, Agostinho Kapaia, a participação na feira insere-se no âmbito de uma estratégia público-privada, no sentido de se tirar melhor proveito das oportunidades de negócios existentes no continente e não só.
O também embaixador da IATF e porta-voz do evento, pela delegação angolana, referiu que o momento é propício para o tema da diplomacia económica, pelo que faz todo o sentido  despertar-se na captação de investimentos para o fortalecimento da economia nacional.

Segundo Agostinho Kapaia, Angola vai apresentar na feira vários temas para diálogo com os investidores, sendo a questão do plano de privatizações, em curso no país, um dos grandes pontos a dar a conhecer aos interessados no mercado angolano.

"É importante que tenhamos empresas angolanas a captar investimentos e a investir no continente, pois, estamos diante de oportunidades que devemos  saber aproveitar, disse, acrescentando que o evento ganha maior dimensão se atender-se ao facto de Angola ser também subscritor da Zona Livre de  Comércio Continental.

"Só num único evento temos  oportunidade de interagir com economias de 55 países, com consumidores acima de 1.2 biliões habitantes, num mercado avaliado em mais de 40 biliões de dólares, referiu, relevando ser fundamental explorar e conhecer as inúmeras possibilidades que o continente oferece, no sentido de posicionar as marcas nacionais no espaço de comércio internacional.

O fórum de negócios, cuja abertura será presidida pelo Presidente da África do D, Cyril Ramaphosa, decorre no centro de Convenções Inkosi Albert Luthuli, nesta cidade.

No evento, a delegação de Angola é coordenada pelo Secretário de Estado do Comércio, Amadeu Nunes, em representação do Ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes.


Presente está também o Secretário de Estado para a Comunicação Social, Nuno Carnaval, bem como a Em-baixadora Extraordinária  e Plenipotenciaria de Angola na África do Sul, Lobão Telo Delegado. Estão igualmente PCA's de empresas públicas e representantes de bancos angolanos, além distintos quadros seniores do Governo de Angola.

Entretanto, a missão angolana é chefiada pelo secretário de Estado para o Comércio, Amadeu Nunes e integram ainda a Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX) e a Comunidade de Empresas Exportadoras e Internacionalizadas de Angola (CEEIA).

Este fórum focado na operacionalização da Zona de Livre Comércio Africana é promovido pelo Afreximbank e prevê mobilizar negócios de mais de 40 mil milhões de dólares.

Mais de 1,6 mil expositores estão confirmados ao evento e uma taxa de visitas estimadas em 10 mil pessoas. Parceiros de fora do continente também deverão mostrar durante sete dias o potencial de os africanos trocarem entre si e gerarem negócios com alta rentabilidade.

A Feira Intra-africana de Comércio "IATF2021” prevê concentrar figuras-chave do mundo do comércio, entre empresários, financiadores, representantes de Governos e reguladores, numa plataforma para deliberar sobre a aceleração do comércio e investimento em todo o continente.

A organização esclarece que os palestrantes da conferência são de alguns dos mais altos níveis de negócios e de Governo em África, com uma visão comercial e governamental incomparável sobre as oportunidades económicas e ameaças no continente.

Estão já confirmadas presenças de figuras como Cyril Ramaphosa, Presidente da República da África do Sul; Olusegun Obasanjo, ex-presidente da República Federal da Nigéria; embaixador Albert M. Muchanga, Comissário da União Africana para o Comércio e a Indústria e Vera Songwe, secretária Executiva da Comissão Económica das Nações Unidas para a África (UNECA).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia