Economia

Angola presente no “Global Business Forum”do Dubai

António Bequengue

Jornalista

O ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, participa, hoje e amanhã, no "Global Business Forum” do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, um evento integrado na Expo Dubai 2020, que decorre de 1 de Outubro a 31 de Março de 2022 e onde participam 192 países, incluindo Angola.

13/10/2021  Última atualização 09H15
© Fotografia por: Cedida
Sob o tema "Futuro das Finanças”, o fórum tem o patrocínio do Sheikh Mansour bin Zayed Al Nahyan, vice-Primeiro-Ministro, ministro dos Assuntos Presidenciais e presidente do Conselho de Administração do Banco Central dos Emirados Árabes Unidos (CBUAE).

O fórum empresarial aborda as tendências que moldam o sector financeiro, facilitando a troca de conhecimento sobre os desafios e oportunidades globais enfrentados por este sector vital da economia de qualquer país.

De Angola, para além do ministro Victor Fernandes, estão confirmadas no fórum empresarial de Dubai as participações da comissária-geral do Pavilhão de Angola para a Expo Dubai 2020, Albina Assis Africano, o presidente do Conselho de Administração da Endiama, Ganga Júnior, o chefe de Relações Internacionais do Banco Angolano de Investimentos (BAI), Martins Ulanga, o director da SODIAM, Domingos Kavela e representantes de empresas ligadas à Câmara de Comércio Angola Emirados Árabes Unidos.

O embaixador de Angola nos Emirados Árabes Unidos, Albino Malungo, afirmou, há dias, ao Jornal de Angola, que a participação de empresários nacionais no "Global Business Fórum do Dubai" pode resultar em fortes alianças com parceiros do país oriental.

Albino Malungo destacou o potencial de obtenção de ganhos no domínio do investimento agrícola em Angola, com base na experiência daquele país, tendo apontado o facto de, apesar da predominância do deserto, os Emirados apostarem de forma decisiva na agricultura e na produção de algodão, experiências que podem ser passadas aos empresários angolanos.

De realçar  que o ministro Victor Fernandes, que se faz acompanhar de técnicos seniores do seu pelouro, visitou, segunda-feira, nos Emirados Árabes Unidos, a cidade industrial do Dubai, um complexo privado que reúne distintos serviços integrados industriais, incluindo os de logística.

Do périplo do governante angolano à cidade industrial do Dubai, constou visitas às empresas OSMAK, dedicada à transformação de produtos pesqueiros e a ANORKA, especializada na produção de café.A agenda de visitas prevê também contactos com empresas  ligadas à transformação de utensílios agrícolas, fertilizantes, cereais, tubérculos e pesticidas.

À margem do fórum, o ministro vai manter outros importantes encontros no âmbito do reforço das relações institucionais, bem como da captação de financiamentos de projectos no país, ligados ao sector da indústria têxtil (vestuário e calçados), indústria alimentar (transformação do arroz) e madeira (móveis).

A cidade industrial de Dubai produz tanto para exportação como para consumo interno, estando a mesma instalada numa área de 55 quilómetros quadrados e emprega aproximadamente 50 mil pessoas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia