Mundo

Angola participa na convenção da ONU de Combate à Desertificação

Uma delegação angolana, chefiada pelo ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe de Pina Zau, participa desde hoje, segunda-feira, na cidade de Abidjan, na Costa do Marfim, da reunião da Convenção da Organização das Nações Unidas de Combate a Desertificação (UNCCD).

09/05/2022  Última atualização 12H56
© Fotografia por: DR
A decorrer sob o lema "Terra, vida, legado da escassez à prosperidade”, o evento termina dia 11 deste mês.

Durante a sua estadia, Filipe Zau, vai participar da 15ª sessão da Conferência das Partes (COP 15) e do Comité de Ciência e Tecnologia (CST15), bem como da 20ª sessão do Comité para Revisão da Implementação da Convenção (CRIC 20), segundo uma nota ministerial enviada hoje, à ANGOP.

A presente Convenção analisar os pressupostos do combate à desertificação e a mitigação dos efeitos da seca nos países afectados por seca grave e/ou desertificação, particularmente na África através da adopção de medidas eficazes em todos os níveis, apoiadas em acordos de cooperação internacional e de parceria.

A desertificação é o processo de destruição do potencial produtivo da terra através de actividades humanas agindo sobre ecossistemas frágeis, com baixa capacidade de regeneração.

A ONU classifica de desertificação apenas os danos nas áreas de ocorrência localizadas nas regiões de clima semi-árido, árido e sub-húmido seco, causando impactos ambientais, sociais e económicos.

A Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação foi adoptada em 17 de Junho de 1994 em Paris (França), e aberta para assinatura em Outubro do mesmo ano, entrando em vigor a 26 de Dezembro de 1996.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo