Economia

Angola na Indaba para atrair capitais

Nove empresas angolanas do subsector dos diamantes iniciam, hoje, na Cidade do Cabo (África do Sul), a participação na conferência internacional Mining Indaba, para estabelecer parcerias no domínio da prestação de serviços e atrair investimentos para os projectos Chitonga (Huambo) e Mucuamba (Lunda-Sul).

08/05/2022  Última atualização 11H10
Dois projectos angolanos são apresentados aos investidores © Fotografia por: DR

Uma nota de imprensa da comissão encarregue de preparar a representação angolana, consultada, este sábado, pelo Jornal de Angola, indica a participação está subordinada ao tema "O potencial do diamante angolano”, com uma delegação liderada pelo ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo..

Angola adoptou um modelo de participação em que apresenta toda a cadeia de valor do diamante, contando-se empresas como as empresas públicas Endiama e Sodiam, bem como as sociedades mineiras de Catoca, Cuango, Chitotolo, Uari, Yetwene e Furi, além da Kapu Gems, vocacionada para a lapidação.

Amanhã, num painel designado "Angola: o destino de escolha para o investimento mineiro”, são apresentadas as oportunidades de negócio e as potencialidades geológicas do país.

A Mining Indaba é um evento anual, considerado o maior de África para a atracção de investimentos em mineração. Espera-se que acorram ao certame os Presidentes das Repúblicas da África do Sul, Botswana, Zâmbia e Zimbabwe, Cyril Ramaphosa, Mokgweetsi Masisi, Hakainde Hichilema e Emmerson Mnangagwa, respectivamente.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia