Economia

Angola mantém-se como maior produtor de petróleo na África subsaariana

JA Online

A produção de petróleo em Angola em Julho superou a Nigéria pelo terceiro mês consecutivo, ao produzir 1,180 milhões de barris diários, contra 1,084 da maior economia da África subsaariana.

16/08/2022  Última atualização 13H45
© Fotografia por: DR | ARQUIVO

De acordo com o relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), Angola tem vindo a aumentar ligeiramente a produção desde o princípio do ano, subindo de 1,123 milhões de barris diários, no último trimestre de 2021, para 1,161 milhões no primeiro trimestre deste ano e 1,173 no segundo trimestre de 2022.

Em comparação, de acordo com os dados submetidos à OPEP pelos países, a Nigéria produziu 1,260 nos últimos três meses de 2021, melhorando ligeiramente para 1,299 nos primeiros três meses do ano, mas descendo para 1,133 no segundo trimestre do ano.

Em Maio e Junho deste ano, Angola produziu 1,162 milhões e 1,175 milhões de barris por dia, o que compara com 1,024 milhões e 1,158 milhões de barris produzidos pela Nigéria.

A Nigéria, a maior economia da África subsaariana e o país mais populoso, teve o segundo maior declínio registado entre os membros da OPEP em Julho, ainda que Angola também tenha reduzido a sua produção, de acordo com as fontes secundárias que também são disponibilizadas no relatório da OPEP.

As fontes secundárias apresentadas no relatório de Agosto da OPEP citadas pela Lusa mostram Angola a produzir 1,164 milhões de barris diários em Maio, 1,184 milhões em Junho e 1,165 em Julho, ao passo que a Nigéria produziu 1,153 em Maio, 1,176 em Junho e 1,183 em Julho.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia