Política

Angola e Unesco preparam a terceira edição da Bienal de Luanda

JA Online

Angola e a UNESCO manifestaram esta, quinta-feira, em Adis Abeba, na Etiópia, o interesse de activar o ciclo de preparação da terceira edição do Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz em África - Bienal de Luanda, a realizar em 2023.

17/11/2022  Última atualização 16H58
© Fotografia por: Cedida

De acordo com uma nota de imprensa enviada ao Jornal de Angola Online, o assunto foi abordado numa audiência entre o Embaixador de Angola na Etiópia, no Djibouti e Representante Permanente junto da União Africana (UA) e da Comissão Económica das Nações Unidas para África (CEA), Francisco José da Cruz e a nova Directora do Escritório de Ligação da UNESCO junto da organização continental, Rita Bissoonauth.

Segundo a responsável, a UNESCO augura que a III Bienal de Luanda tenha como um dos principais temas, a Educação, um importante pilar para o desenvolvimento da humanidade.

"A Bienal de Luanda é agendada de dois em dois anos, tendo como objectivo a promoção, de forma permanente e dinâmica, da cultura de paz que contribui para o reforço da unidade nacional e que implica um repúdio inequívoco, individual e colectivo às divisões e à violência que afecta, com graves consequências políticas, económicas e sociais, em muitos países de África, sobretudo da Região dos Grandes Lagos, pondo em causa o objectivo estratégico de silenciar as armas no continente”, pode ler-se no documento.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política