Economia

Angola e Total arrancam com a perfuração de sete poços

A Agência Nacional de Petróleo e a Total anunciaram esta quarta-feira, 2, o arranque da perfuração de sete poços no Bloco 17, integrados no Projeto Clov, que se espera venham a atingir uma produção de 40 mil barris de petróleo/dia.

02/12/2021  Última atualização 13H43
© Fotografia por: DR

Em comunicado, a "Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) e a Total Energies congratulam-se com o arranque da produção do Projecto Clov Fase 2, no Bloco 17, que visa estabilizar os níveis de produção e permitir ao operador adaptar-se de forma adequada à volatilidade do meio ambiente.

 

"O arranque da fase 2 do CLOV chega no momento certo e com o objectivo certo, uma vez que Angola precisa de atenuar o declínio da sua produção petrolífera e de trabalhar para a aumentar num futuro próximo”, sublinha Belarmino Chitangueleca, presidente da ANPG, citado no comunicado.

O projecto em causa, lançado em 2018, está localizado a cerca de 150 quilómetros da costa angolana, com uma lâmina de água de entre 1.100 a 1.400 metros e dispõe de recursos estimados em 55 milhões de barris de petróleo.

O Bloco 17 é operado pela Total Energies, com uma participação de 38%, e tem como parceiros a Equinor (22,16%), a ExxonMobil (19%), a BP Exploration Angola Ltd (15,84%) e a Sonangol P&P (5%).

 

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia