Política

Angola e Congo podem criar comissão de defesa

Angola e a República do Congo estudam a possibilidade de constituir uma comissão mista e permanente de defesa e segurança, para assegurar, futuramente, a delimitação e demarcação das fronteiras terrestre, marítima e fluvial.

22/05/2022  Última atualização 12H20
Ministro do Interior chefiou a delegação angolana na reunião © Fotografia por: DR

Esta pretensão, decorre de um Memorando de Intenções do Protocolo sobre a Luta contra a Criminalidade Transfronteiriça e Terrorismo, assinado pelos dois países, em Fevereiro deste ano, em Luanda. A Reunião Ministerial sobre Questões Fronteiriças entre Angola e a República do Congo, chefiada pelos ministros do Interior (Angola), Eugénio Laborinho, e da Administração do Território Descentralização e Desenvolvimento Local (Congo), Guy Georges Mbacka, decorreu na sexta-feira, em Ponta Negra, decidiu prosseguir com as consultas para alcançar a delimitação das fronteiras. 

No encontro, as delegações dos dois países concordaram em manter a concertação permanente e destacaram a cooperação existente em matérias de segurança na fronteira partilhada.

Durante a reunião, que decorreu de 16 a 19 do mês em curso, as partes anuíram em trocar informações sobre as actividades realizadas, na fronteira comum, por pessoas isoladas ou agrupadas e que perigam a paz, a segurança e a estabilidade.

Os dois Estados partilham uma fronteira comum de 201 quilómetros, sendo o contrabando de combustíveis, proveniente de Angola, uma das principais preocupações registadas nas relações bilaterais, a par da pesca ilegal.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política