Desporto

Angola defronta Uganda Nigéria e Cabo Verde

Anaximandro Magalhães

Jornalista

Angola vai disputar no Grupo E, de 26 a 28 de Agosto, com Cabo Verde, Nigéria e Uganda, a quarta janela e penúltima janela da Zona africana de apuramento para a 19ª edição do Campeonato do Mundo sénior masculino de basquetebol, a realizar-se no próximo ano, na Indonésia, Japão e Filipinas.

05/07/2022  Última atualização 08H25
Dois triunfos e um desaire foi a safra conseguida pelo “cinco” nacional na capital ivoiriense © Fotografia por: CONTREITAS PIPA | EDIÇÕES NOVEMBRO

O primeiro desafio dos hendecacampeões africanos está marcado para o dia 26 do próximo mês, diante do Uganda. A 27, o encontro é contra Cabo Verde, com quem o seleccionador nacional Josep "Pep” Clarís e jogadores precisam de ajustar contas, depois do percalço sofrido no Campeonato Africano das Nações, Afrobasket'2021, jogado em Kigali, Rwanda.

Além destas, juntam-se à série as selecções da Côte d'Ivoire e da Guiné, primeira e terceira classificadas do Grupo C, cuja terceira janela foi disputada de 1 a 3 do corrente, na cidade de Abidjan, capital ivoiriense.

Provenientes dos grupos A e C, da primeira fase, as re-feridas selecções, adversárias na etapa embrionária da prova, já não jogam entre si.

Sem lugar ainda designado para albergar o torneio, embora exista a pretensão de Angola organizar uma das etapas na cidade do Lubango, Huíla, na abordagem da quarta janela, segundo o site da Federação Internacional de Basquetebol Associado (FIBA), as equipas transitam com o registo de vitórias e derrotas.

Os pontos marcados e sofridos também entram para as estatísticas, o que permitirá somar o coeficiente de pontos a ser contabilizado na devida altura, sobretudo na eventualidade de algumas selecções terminarem empatadas.

Nessas circunstâncias, recorre-se ao número de jogos ganhos, diferença de pontos entre as equipas envolvidas, maior número de pontos somados no grupo, entre outros itens. 

As selecções vão jogar de Agosto deste ano até 26 de Fevereiro de 2023. As duas melhores selecções de cada grupo, mais a terceira melhor classificada de ambos, garantem automaticamente a presença no Mundial, a disputar-se de 25 de Agosto a 10 de Setembro de 2023.

No Grupo F estão Sudão do Sul, Tunísia, bicampeã africana do Afrobasket, Camarões, Egipto, República De-mocrática do Congo (RDC) e Senegal. A primeira jornada, também a 26 de Agosto, re-serva os seguintes jogos: RDC-Camarões, Egipto-Tunísia e Senegal-Sudão do Sul. As equipas citadas estiveram nas séries B e D. 

Dos 16 países envolvidos na corrida ao Mundial asiático ficaram Mali, República Centro Africana (RCA), Rwanda e Quénia.

Sudaneses e ivoirienses terminam invictos

As selecções do Sudão do Sul e da Côte d'Ivoire, integrantes do grupo B e C, foram as únicas que terminaram invictas a disputa das três janelas de apuramento para o Mundial da Ásia'2023, com o destaque a recair para as vitórias sobre Angola e Tunísia, dois "papões" do basquetebol africano.

Os ivoirienses, 41º classificados no ranking da FIBA, e quintos no africano, com 266,8 pontos, derrotaram, contra todas as expectativas, o combinado angolano, 31º e terceiro, com 334,1 pontos. Em Novembro do ano passado, na cidade de Benguela, a Côte d'Ivoire vergou, por 57-56, Angola, no Pavilhão Acácias Rubras.

Na passada sexta-feira, no Pavilhão Palácio dos Desportos de Treichville, na cidade de  Abidjan, os comandados do espanhol Ignacio Moya, vergaram, por 75.73, o "cinco” nacional às ordens do catalão Josep "Pep” Clarós.

Já o Sudão do Sul suplantou, por convincentes 75-61, a Tunísia, no sábado, no Arena de Kigali, Rwanda. Os sudaneses estrearam-se apenas no Afrobasket'2021, organizado por aquele país.

O Sudão é o 76º no ranking FIBA e 11º no africano, com 125,7 pontos, ao passo que a Tunísia, actual bicampeã africana (títulos ganhos em 2017 e 2021, tendo erguido o primeiro em 2011), é a 28ª e segunda com 377,2 pontos.

Angola, Tunísia, República Democrática do Congo e Nigéria terminaram todas com apenas duas derrotas. A única selecção sem vitórias foi a do Quénia.

Royal Terence Ivey, treinador de nacionalidade norte-americana, nascido a 20 de Dezembro de 1981, é um dos principais rostos do Sudão. Ivey é um dos técnicos assistentes dos Brooklyn Nets, equipa de topo da NBA, onde alinham Kevin Durant e Kyrie Irving.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto