Economia

Angola avança com medidas para estabilizar a produção de petróleo

Uma das medidas para estabilizar a produção de petróleo no país, em declínio devido à falta de investimentos, nos últimos anos, "foi a alterar a legislação "para reiniciar a licitar novos blocos e aumentar a exploração", anunciou, nesta quarta-feira, o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás.

11/05/2022  Última atualização 17H00
© Fotografia por: CEDIDA

"Em quatro anos, nesse Governo, fizemos três licitações de blocos e temos agora legislação para permitir negociação directa e não estamos preocupados”, declarou o ministro.

Diamantino Azevedo esclareceu que o declínio da produção no país deve-se principalmente à falta de investimento nos últimos anos. Avançou que a última licitação de blocos aconteceu em 2011, a falta de manutenção a atractividade da legislação e o ambiente adequado provocaram todo esse declínio.

Sobre as petrolíferas BP e Eni que fizeram uma joint venture em Angola, Diamantino Azevedo esclareceu que "elas não estão a sair” e avançou que a Eni está a desenvolver um bom trabalho em Angola.

"Penso que haverá uma boa vantagem para o país em aumentar a exploração e produção de petróleo", disse o ministro citado hoje pela Reuters à margem do Indaba Maing, em Cape Town ((África do Sul).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia