Coronavírus

Angola atinge mil mortes por Covid-19

Edivaldo Cristóvão

Jornalista

Angola atingiu, ontem, mil mortes em consequência da Covid-19, desde o início da pandemia em Março do ano passado, ao registar seis óbitos, indica o boletim epidemiológico da Direcção Nacional de Saúde Pública.

29/07/2021  Última atualização 05H00
© Fotografia por: Edições Novembro
A província de Luanda, o epicentro da doença, acumula o maior número de vítimas mortais, com  557 óbitos, seguida da Huíla (113), Huambo (95), Benguela (37), Cabinda (34), Cunene (26), Cuando Cubango (21), Uíge (19), Zaire (17), Moxico (16), Namibe (11), Lunda-Norte (11), Malanje (10), Cuanza-Sul (9), Lunda-Sul (8), Bié (7), Cuanza-Norte (5) e Bengo (4).
As seis vítimas mortais de ontem são angolanas, sendo dois do sexo masculino e quatro do sexo feminino, com idades entre 29 e 80 anos.

Nas últimas 24 horas, o país reportou igualmente 178 novos casos da Covid-19 e 222 recuperados. Do total de infectados, 86 foram registados na Lunda-Norte, 27 em Luanda, 22 no Cunene, 10 no Moxico, oito na Huíla, sete em Benguela, seis no Huambo, cinco na Lunda-Sul, três no Zaire, dois em Cabinda, um no Cuanza-Norte e igual número no Uíge, com idades entre um mês e 87 anos, sendo 84 do sexo masculino e 94 do sexo feminino.

Em relação às recuperações, 126 ocorreram em Luanda, 28 no Huambo, 24 no Cuando Cubango, 22 em Benguela, 12 no Cunene, cinco no Cuanza-Sul, três no Zaire, uma no Bié e igual número na Huíla, com idades entre 1 e 80 anos.
Os laboratórios realizaram 2.710 testes por RT-PCR, elevando para 805.156 amostras processadas, com uma taxa de positividade de 5,3 por cento. Nos pontos de entrada e saída da província de Luanda foram testadas 378 cidadãos.

Nesta altura, o país tem um cumulativo de 42.288 casos confirmados, dos quais 35.964 recuperados, 1000 óbitos e 5.324 activos. Do total de activos, dois estão em estado crítico, 12 graves, 87 moderados, 36 leves e 5.187 assintomáticos.
Nas unidades sanitárias do país estão internadas 137 pacientes. Em quarentena institucional estão 144 pessoas e 2.646 contactos sob vigilância epidemiológica.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Coronavírus