Economia

Angola admitida como membro da Iniciativa para a Transparência nas Indústrias Extractivas

Xavier António

Jornalista

Angola foi admitida, nesta quinta-feira, em Bruxelas, Bélgica, como novo membro da Iniciativa para a Transparência nas Indústrias Extractivas (ITIE), “com o compromisso de continuar a melhorar os processos de supervisão da gestão transparente dos nossos recursos minerais em benefício do povo”.

16/06/2022  Última atualização 15H11
© Fotografia por: DR | Arquivo

Ao intervir na cerimónia de aceitação de Angola à ITIE, o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, disse que a adesão consagra a determinação do Executivo angolano de cumprir com o padrão global da transparência na indústria extractiva, "continuando a melhorar os processos de supervisão da gestão transparente dos nossos recursos minerais em benefício do povo”.   

"O Comité Nacional de Coordenação da Iniciativa para a Transparência nas Indústrias Extractivas integra vários actores nacionais, designadamente o Governo, a indústria extractiva e sociedade civil, o que permite assegurar uma discussão mais sustentável sobre os destinos a dar às receitas provenientes da exploração dos nossos recursos minerais, sustentou. 

A Iniciativa para a Transparência da Indústrias Extractivas (ITIE) é um padrão global, lançado pela primeira vez em 2003, para promover uma gestão aberta e responsável dos recursos naturais. A iniciativa procura fortalecer os sistemas governamentais e de empresas, apoiar o debate público e aumentar a confiança.

No seu discurso, o ministro destacou ainda as reformas no sector com a criação de vários organismos, nomeadamente a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis, o Instituto Regulador de Derivados de Petróleo, a reestruturação da Sonangol, entre outras acções para o aumento da capacidade de prospecção de hidrocarbonetos. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia