Sociedade

Angola abre candidaturas para Prémio Nacional de Direitos Humanos

As candidaturas para o Prémio Nacional dos Direitos Humanos, instituído com o objectivo de reconhecer publicamente as personalidades destacadas na promoção desses valores, estão abertas.

06/01/2022  Última atualização 22H09
© Fotografia por: EDIÇÕES NOVEMBRO

O processo de candidaturas visa identificar publicamente as entidades e personalidades que se destacam na promoção, defesa e protecção dos Direitos Humanos.

As candidaturas podem ser feitas por pessoas singulares ou colectivas, até 31 de Janeiro de 2022, mediante a entrega do dossiê de candidatura e preenchimento do formulário através dos seguintes link: https://premios.minjusdh.gov.ao e mail: premios@minjusdh.gov.ao.

No âmbito da Estratégia Nacional dos Direitos Humanos, aprovada pelo Decreto Presidencial nº 100/20 de 14 de Abril, alinhada ao Plano de Desenvolvimento Nacional (2018-2022), o Executivo angolano institucionalizou o Prémio Nacional e aprovou o seu regulamento.

O Prémio integra quatro categorias, ligadas à Personalidade do Ano em Direitos Humanos, Pesquisa em Direitos Humanos, Direitos Humanos e Cidadania, iniciativas Comunitárias e Humanitárias e Cultura de Paz e Cidadania, refere um comunicado citado pela Angop. 

O Júri do Prémio é integrado pelo ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Manuel Monteiro de Queiroz, com a função de presidente, tendo como vice-presidente o reverendo Daniel Ntoni Nzinga, como representante das organizações da sociedade civil legalmente existentes.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade