Desporto

Andebol feminino: Quarteto de influentes falha Mundial de Espanha

Teresa Luís

Teresa Almeida “Bá” (guarda-redes), Aznaide Carlos, Magda Cazanga (lateral direita e esquerda) e Natália Bernardo (ponta direita) são as jogadoras ausentes na convocatória da Selecção Nacional sénior feminina de andebol, e falham a disputa da 25ª edição do Campeonato do Mundo, em Dezembro, em Espanha.

16/10/2021  Última atualização 08H50
Guarda-redes é uma das ausentes na convocatória da Selecção Nacional para a competição © Fotografia por: João Gomes | Edições Novembro
O quarteto de "luxo” esteve ao serviço do combinado angolano na última edição dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Bá é titular no Petro de Luanda, onde no mês passado conquistou a Supertaça "Francisco de Almeida”.

Depois da passagem no Prodask Vegeta da Croácia, Aznaide Carlos milita actualmente no Rapid Bucareste da Roménia. Magda Cazanga joga no Stiinta Bucareste, após competir no Salud Tenerise de Espanha, e Natália Bernardo é atleta do 1º de Agosto.

O treinador Filipe Cruz convocou Marta Alberto (guarda-redes), Liliane Mário (pivô), Mbongo Masseu (ponta esquerda) e Tchieza Pemba (lateral direita). As quatro jogadoras fazem estreia absoluta, pois vão vestir pela primeira vez as cores da Selecção sénior feminina e disputar o Mundial.

Eliane Paulo (guarda-redes) e Vilma Neganga (central) são as regressadas ao seio das Pérolas. Com nove jogadoras, o 1º de Agosto domina a convocatória do "sete” Nacional. O Petro de Luanda é representado por seis atletas, ao passo que Sant Quirze de Espanha conta com uma.

As campeãs africanas, equipa técnica e oficiais da Federação apresentam-se na segunda-feira, no Auditório Paulo Bunze, na sede do órgão reitor da modalidade. Questões relacionadas com a preparação, objectivos, subsídios e participação em torneios vão dominar, certamente, o encontro. As Pérolas começam a projectar o Mundial de Espanha na quarta-feira.

Eis a constituição do combinado angolano: Marta Alberto, Eliane Paulo e Helena de Sousa (guarda-redes); Albertina Kassoma, Liliane Mário e Liliana Venâncio (pivôs); Helena Paulo, Marília Quizelete "Inglesa” e Vilma Nenganga (centrais); Juliana Machado e Natália Kamalandua (pontas direita); Mbongo Masseu (ponta esquerda); Wuta Dombaxi, Tchieza Pemba (laterias direito); Isabel Guialo "Belinha” e Stélvia Pascoal (laterias esquerda).

Filipe Cruz é coadjuvado por Edgar Neto (técnico-adjunto) e Adolfo Paulo (técnico de scouting). Marina Calister, de nacionalidade brasileira, é a fisioterapeuta. Óscar do Nascimento chefia a delegação angolana, ao passo que Gilberto Pinto é o coordenador.

O Mundial de Espanha é disputado de 1 a 19 de Dezembro, com a participação inédita de 32 selecções nacionais, repartidas em oito grupos. Quatro cidades acolhem a disputa da competição sob a égide da Federação Internacional (IHF):Gronollores, Lliria, Castellón e Travieja.

Angola, França (campeã olímpica), Montenegro e Eslovénia integram o Grupo A; Rússia, Sérvia, Camarões e Polónia compõem o B; Noruega, Roménia, Cazaquistão e Irão (estreante) formam o C; Holanda (campeã do mundo), Suécia, Porto Rico e Uzbequistão estão inseridos no D; Alemanha, Hungria, República Checa e Eslováquia constituem o E; Dinamarca, Coreia do Sul, Tunísia e Congo fazem parte do F; Croácia Japão, Brasil e Paraguai completam o G; Espanha, Áustria, Argentina e China integram o H.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto