Economia

Aldeia Nova aposta na produção de ração animal

António Eugénio

Jornalista

Um montante de 17 milhões de dólares vai ser investido, este ano, na montagem de uma fábrica de produção de ração animal e aves, assim como na requalificação do parque de máquinas agrícolas, segundo informação prestada ao Jornal de Angola, pelo director geral da Fazenda Aldeia Nova, Hermenegildo Francisco.

12/02/2021  Última atualização 11H35
© Fotografia por: DR
Confirmou que deste valor,  7 milhões de dólares vão ser aplicados na produção de ração, que terá como matéria-prima a soja e o milho e os restantes engajados na  segunda empreitada que tem a ver com da requalificação de máquinas,  cujo financiamento é do Banco Internacional de Crédito (BIC).

O projecto de fabrico de ração terá uma capacidade de produzir acima de 200 mil toneladas por dia, para minimizar a procura no mercado, apoiar os avicultores e aumentar a produção de ovos.A Aldeia Nova pretende ser um Centro Avícola de apoio aos avicultores locais, que só no Waku Kungo (Cuanza sul), tem um universo de cerca de 600 avicultores, que produzem cerca de 250.000 ovos por dia e ocupam o terceiro lugar na produção de ovo em Angola.Os investidores pretendem, com o financimento, aumentar o número de produtores, isto em outras regiões, com o propósito de fomentar a produção. Pois, fala-se na desistência de  produtores avícolas por défice de ração.

Afirmou que muitos produtores tiveram que recorrer à importação e não conseguiram dar continuidade à produção. "Nós queremos inverter esta situação. Vamos produzir ração em grande escala”.Este Projecto agrícola vai celebrar contrato de fornecedor de ração aos produtores de ovo e galinhas como, a em-presa Kikovo com capacidade de produzir 1 milhão de ovos por dia. Assim como, a Angolaves e outras empresas da província do Namibe.

Por outro lado, Hermenegildo Francisco avançou que o grupo pretende, de igual modo, desenvolver uma sustentabilidade de longo prazo na indústria de ovo, leite e seus derivados e carne de corte de qualidade (Feito em Angola) nos arredores de Waku Kungo.A implementação dos dois projectos vai possibilitar a geração de mais empregos. Nesta altura, asseguram o trabalho da Fazenda 350 efectivos nas diversas actividades produtivas em curso, mas o desafio é de atingir o dobro deste número, como sublinhou a fonte.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia