Economia

AGT arrecada 32,4 mil milhões de kwanzas no Cunene

Elautério Silipuleni | Ondjiva

Jornalista

As receitas aduaneiras, fiscais e próprias da Delegação Provincial das Finanças do Cunene atingiram 32,4 mil milhões de kwanzas, arrecadados durante o ano de 2022, mais 12,2 mil milhões de kwanzas, quando comparado aos 20,2 mil milhões de 2021, segundo o relatório da instituição.

25/01/2023  Última atualização 10H10
AGT arrecada 32,4 mil milhões de kwanzas no Cunene © Fotografia por: DR

O documento consultado segunda-feira, pelo Jornal de Angola, atribui o crescimento das receitas fiscais à retoma da actividade económica, bem como ao pagamento de impostos sobre os recebimentos de alguns fornecedores de bens e prestadores de serviços ao Estado.

Segundo o relatório, o incremento de receitas deveu-se, fundamentalmente, à contínua implementação do Serviço Integrado de Gestão Tributária, à cobrança coerciva e ao trabalho de sensibilização aos contribuintes para o pagamento dos impostos.

Os valores arrecadados, refere o relatório anual da Delegação Provincial das Finanças, resultam do pagamento de Impostos sobre o Rendimento de Trabalho (IRT), Selos, Taxa de Circulação, Registo Predial e outras obrigações fiscais. Acrescenta que o sector vai continuar a desencadear acções que tendam a desencorajar a fuga ao fisco.

O documento adianta, igualmente, que continua a realizar trabalho de aproximar-se cada vez mais do contribuinte, para que este se sinta facilitado na hora de cumprir com as suas obrigações.

Adianta, também, que  é intenção do Ministério das Finanças continuar com o alargamento da base tributária da província, pois, quanto mais contribuintes cumprirem com as suas obrigações, maior será o volume de receitas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia