Política

Agostinho Neto continua a ser fonte de inspiração para dirigentes

Gabriel Bunga

Jornalista

O Chefe de Estado de São Tomé e Príncipe disse, esta segunda-feira, em Luanda, que o Presidente Agostinho Neto continua a ser uma fonte de inspiração para os actuais dirigentes angolanos e africanos.

10/05/2022  Última atualização 06H30
© Fotografia por: paulo mulaza | edições novembro

Carlos Vila Nova fez estas declarações à imprensa, momentos depois de se deslocar ao Memorial Dr. António Agostinho Neto, no quadro da visita de Estado que efectua a Angola.

Considerou que o Presidente Agostinho Neto significa muito para Angola, para o continente africano e para o mundo. Acrescentou que o legado do fundador da Nação angolana não esmorecerá, serve de inspiração para os jovens, adolescentes e para os actuais dirigentes angolanos e africanos.

O Chefe de Estado de São Tomé e Príncipe defendeu que o legado de Agostinho Neto deve ser continuado na edificação de uma pátria nova.

"Isto resume, de alguma forma, aquilo que representou Agostinho Neto para todos nós, sobretudo, para Angola e para o povo angolano, onde é o pai da Nação e o Herói Nacional. Portanto, é para eternidade, é um momento. São palavras que têm de ser resumidas para terem o significado que ele merece", disse.

Sobre as relações entre Angola e São Tomé disse que sempre foram boas no quadro histórico, cultural e de amizade. A visita a Angola, sublinhou, significa isto mesmo, para reforçar essas relações, encontrar-se novos caminhos de cooperação.

O Presidente da República de São Tomé esteve acompanhado do ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António. Carlos Vila Nova visitou o sarcófago onde repousam os restos mortais do fundador da Nação angolana, tendo depositado uma coroa de flores e no fim assinou o livro de honra.

 

Campus Universitário

O Presidente da República Democrática de São Tomé e Príncipe visitou, ainda ontem,  o Campus da Universidade Agostinho Neto, em Luanda. Na ocasião, o estadista manteve um encontro com o reitor da UAN, Pedro Magalhães, e com o secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio da Silva.

O acto enquadrou-se no âmbito da visita de Estado de três dias a Angola, com o objectivo de estreitar a cooperação bilateral e abrir novas perspectivas para outras áreas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política