Economia

Agentes bancários desafiados a manter sigilo sobre as transacções

Ana Paulo

Jornalista

Os agentes bancários e de pagamento devem garantir a integridade, contabilidade, segurança e sigilo sobre as transacções realizadas, defendeu , ontem, em Luanda, a directora do Departamento de Inclusão Financeira do Banco Nacional de Angola (BNA).

11/08/2022  Última atualização 08H20
© Fotografia por: DR

Teresa Pascoal, que falou na 4ª edição da acção formativa promovida pelo BNA, subordinada ao tema "O papel do Agente Bancário no Fomento da Inclusão Financeira”, realçou que os agentes devem garantir, de igual modo, a privacidade de relações  relevantes e sistemas informáticos, bem como cumprir com as normas aplicáveis à actividade.  

Por um lado, cumprir com os requisitos relativos à gestão de conflitos de interesses e obrigatoriedade do dever de sigilo bancário, são também elementos que os agentes bancários e de pagamento devem  cumprir nas suas funções.

" Os agentes têm como responsabilidade de cumprir com as forças aplicáveis à  actividade para qual foi contratado", frisou Teresa Pascoal, que esclareceu, um agente bancário tem a função de prestar serviços em nome do Banco que o contratou em troca de uma determinada missão, o que difere de um agente de pagamento, que presta serviços em nome de um prestador de serviços de pagamentos.

No sentido de expandir os serviços financeiros o Banco Nacional de Angola publicou o  Aviso nº 04/2022 do BNA, denominado Expansão de Serviços Financeiros dá "luz verde" para que os bancos trabalham como intermediários de crédito e como agentes de pagamentos, figuras que na visão do BNA assumem um papel de relevo no mercado de crédito, particularmente , a facilitação no acesso ao crédito e na prestação de serviços de pagamentos, mormente a disposição dos serviços de pagamentos instantâneos aos consumidores.

O objectivo da actualização do regime consagrado no Aviso nº 04/2022, de 3 de Fevereiro, denominado Expansão de Serviços Financeiros visa assegurar uma maior abrangência desses serviços à população, em todo o território nacional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia