Sociedade

Agente da Polícia mata por acidente colega de trabalho

André da Costa

Jornalista

Um agente da Polícia Nacional disparou, de forma acidental, contra o seu colega Manuel Caquarta Luís Donga, de 27 anos, durante uma intervenção, no bairro Calemba 2, município do Kilamba Kiaxi, em Luanda.

19/06/2022  Última atualização 10H05
Polícia Nacional © Fotografia por: Edições Novembro

O porta-voz da Polícia Nacional, em Luanda, superintendente Nestor Goubel, explicou, ontem, que a morte de Manuel Donga ocorreu, por volta das 12 horas, na rua da Eka, quando a vítima e o colega encontravam-se na unidade policial e foram solicitados para intervirem num caso de agressão física contra uma adolescente de  17 anos. 

Já no local da agressão, realçou, os dois agentes detiveram o agressor da rapariga, um jovem de 18 anos, mas, no momento  em que levavam o agressor à esquadra, houve um desentendimento e a arma disparou.

"A bala atingiu o tórax do colega Manuel Donga, que se encontrava ao lado”. Explicou que a vítima ainda foi socorrida para o Hospital Geral de Luanda, mas não resistiu ao ferimento.

No mesmo município, além desse caso, a Polícia de Luanda deteve três indivíduos, entre os quais um de nacionalidade congolesa, no bairro Palanca, acusados   de serem os autores do roubo de bens diversos no interior de uma igreja.

Nestor Goubel disse que o estrangeiro é apontado como o principal mentor do crime de furto de bens diversos, ocorrido no templo da Igreja Restauração de Angola, no passado dia 15.

"Os três acusados, munidos de armas brancas, aproveitaram-se da calada da  noite, arrombaram as portas da igreja e dali subtraíram diversos meios”, explicou, para adiantar que os suspeitos foram detidos na via pública, mediante denúncia da pastora da igreja.

Da posse dos acusados, a Polícia recuperou uma mesa misturadora, aparelhos de som e diversos meios.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade