Desporto

Agenda turística atarefa equipas em dia de folga

Silva Cacuti | Benguela

Conhecer a Baía Azul, um dos destinos turísticos naturais mais importantes de Angola; visitar o Cristo redentor de Benguela, a Catedral de Benguela ou render-se aos encantos da Restinga do Lobito são algumas opções para os participantes no 43º Campeonato Nacional sénior masculino usufruírem, hoje, que se cumpre o primeiro dia de folga geral na competição.

14/05/2022  Última atualização 09H55
Equipa A do Interclube confirmou superioridade na série e a pretensão de reconquistar título © Fotografia por: Agostinho Narciso | Edições Novembro

Os treinadores, alguns não abdicaram do treino, antes de dispensarem os rapazes para a folia. Outros, em função dos parcos recursos, não agendaram nada de concreto para o dia sem jogos.

O Interclube, segundo apuramos, agendou ida à Restinga do Lobito. Milário Ludovic, da equipa técnica do Sporting de Cabinda, até ao cair da noite de ontem, só tinha a certeza de que "os miúdos vão sair para passear, porque precisam”.

Morais Pedro, treinador e proprietário do Mora do Virei, disse que o dia ia ser aproveitado para a recuperação de atletas e descanso.

Os dirigentes, árbitros e outros têm Benguela em ambiente de festa para desanuviar e preparar da melhor forma a continuidade da prova, que entra amanhã para os quartos-de-final.

Ontem, confirmaram-se as posições a nível dos grupos preliminares. No grupo A.

O Interclube terminou na liderança, seguido do Interclube B, Sporting de Cabinda e Mora do Virei.

Para a última jornada do grupo, o Interclube B despachou o Sporting de Cabinda, por 28-23, no primeiro jogo do dia. Na sequência, o Interclube A não deu qualquer hipótese ao Mora do Virei e venceu por 36-16.

O 1º de Agosto lidera o grupo B, depois de encerrar, ontem, a fase de grupos com vitória robusta, por 41-23, sobre o Clube Nacional de Benguela. A Banca quedou-se na segunda posição. Os bancários levaram a melhor sobre o Desportivo de Chicapa da Lunda-Sul e venceram,por 32-23, no jogo que encerrou a terceira e última jornada da fase preliminar. O Nacional de Benguela é terceiro, ao passo que os da Lunda-Sul ficaram na última posição.

Amanhã, a partir das 15h00, nos quartos-de-final, o Interclube A tem por prémio jogar com o Desportivo de Chicapa. O 1º de Agosto defronta o Mora do Virei. Nos jogos que se esperam mais equilibrados, o Interclube B vai medir forças com o Nacional de Benguela, ao passo que a Banca defronta o Sporting de Cabinda. As meias-finais e classificativas jogam-se na segunda-feira.


Jogo limpo no Arena Acácias Rubras


Cumprida a primeira fase do Campeonato Nacional no Pavilhão Arena Acácias Rubras de Benguela, a organização da prova não recebeu qualquer protesto de jogo ou casos de jogadores. A garantia foi dada por António da Costa, porta-voz da organização do campeonato. "Até agora não recebemos nada, está tudo na normalidade”, disse.

À entrada da última jornada da fase de grupos, também não foi registada nenhuma expulsão de atletas ou treinadores. Há a realçar, pelo menos, um cartão amarelo mostrado ao treinador do Sporting de Cabinda.

O Jornal de Angola apurou, no entanto, que dois jogadores estão em Benguela, mas impedidos de jogar por irregularidades detectadas pelas equipas técnicas.

São os casos de Edgilson David, jogador que, segundo consta, esteve vinculado ao Interclube há duas épocas, saiu para estudar fora do País e, de regresso foi ao Namibe, mas não tem a desvinculação do Interclube. O jogador chegou a efectuar o primeiro jogo, na derrota diante do Interclube B.

Outro caso é o de David Tumbayambi, inscrito pela Banca, mas que é jogador do Desportivo da Madeira de Luanda. Sem desvinculação, por precaução, o jogador não tem sido opção para o treinador bancário, Alexandre Machado "Careca”.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto