Economia

Agência de notação mantém o “rating”de Angola em “B”

A agência de notação financeira Fitch manteve o “rating” de Angola em “B”, antecipando uma recessão de 1,1 por cento em 2018 e um crescimento de 2,5 por cento este ano, alicerçado no aumento da produção de petróleo e gás.

27/02/2019  Última atualização 10H00
DR © Fotografia por: A Fitch antecipa um crescimento de 2,5 por cento este ano

De acordo com a agência, o “rating” no nível “B” reflecte a diminuição das reservas externas e orçamentais, o elevado peso da dívida pública e as frequentes revisões em baixa do Produto Interno Bruto, tudo isto pesado contra as substanciais receitas em moeda externa devido à produção de hidrocarbonetos, a capacidade de o Governo fazer significativos ajustamentos orçamentais e o recente acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI)”.
Na revisão do “rating”, que se mantém em “B”, ou seja, abaixo do nível de recomendação de investimento, ou “junk”, como é geralmente designado, com Perspectiva de Evolução Estável, os analistas da Fitch antecipam também uma recessão económica de 1,1 por cento no ano passado e um crescimento de 2,5 por cento este ano, com o cenário-base das previsões a apontar para um “crescimento moderado do sector não petrolífero devido aos efeitos do aumento da liquidez de moeda externa” e para um crescimento de 3,00 por cento a médio prazo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia