Política

África traça acções contra o terrorismo

A implementação das decisões da recém-Cimeira Extraordinária sobre o Combate ao Terrorismo e às Mudanças Inconstitucionais de Governo em África dominou a agenda do encontro que o embaixador de Angola na Etiópia e representante permanente junto da União Africana, Francisco da Cruz, manteve, ontem, em Addis Abeba, com o comissário para os Assuntos Políticos, de Paz e Segurança da organização continental, Bankole Adeoye.

28/06/2022  Última atualização 10H46
Embaixador angolano Francisco José da Cruz © Fotografia por: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Os dois diplomatas esboçaram um conjunto de acções tendentes a materializar as conclusões da Cimeira de Malabo, especialmente sobre o papel do "Campeão/Promotor para a paz e reconciliação em África”, o Presidente da República de Angola, João Lourenço. Citado em comunicado da Embaixada de Angola na República Democrática Federal da Etiópia, Representação Permanente junto da União Africana e CEA, Francisco da Cruz aproveitou a ocasião para agradecer ao interlocutor pelo notável empenho para que a Cimeira, proposta e presidida pelo Chefe de Estado angolano, tivesse ocorrido exitosamente, em finais de Maio último, em Malabo, Guiné Equatorial.

O comissário Bankole Adeoye voltou a elogiar Angola pela visão que o Presidente João Lourenço teve em chamar a atenção do continente para reflectir e encontrar formas de combate comum aos flagelos do terrorismo e das mudanças inconstitucionais de regime (golpes de Estado), que afectam a consecução dos objectivos da Agenda 2063, principalmente no concernente ao silenciar das armas e ao desenvolvimento económico de África.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política