Mundo

África: Apenas 27% dos profissionais de saúde estão vacinados

Apenas 27% dos profissionais de saúde em África foram totalmente vacinados contra a Covid-19, anunciou hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS).

25/11/2021  Última atualização 19H38
Vacinação dos profisisonais de saúde em África © Fotografia por: DR
A situação "deixa desprotegida a maior parte dos profissionais de saúde na linha de frente contra a pandemia", lê-se num comunicado divulgado pela representação regional da OMS para África. "A maioria dos profissionais de saúde na África ainda não foi vacinada e continua perigosamente exposta a formas graves” da doença, alertou Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS para África, que intervinha numa videoconferência de imprensa.

No entanto, de acordo com a OMS, "é essencial que os profissionais de saúde beneficiem de uma elevada cobertura de imunização, não apenas para sua própria protecção, mas também para a protecção dos doentes e para que os sistemas de saúde continuem a funcionar em momentos de extrema necessidade". "A falta de profissionais de saúde em África é grave e profunda”, recordou a OMS, acrescentando que 16 países do continente têm menos de um profissional de saúde por 1.000 habitantes.

Matshidiso Moeti frisou que "dado o aumento de casos em África expectável depois das férias, os países precisam urgentemente de acelerar a distribuição de vacinas para os profissionais de saúde". "A pouco e pouco estamos a superar em África os problemas de fornecimento das doses da vacina. Agora não é hora de permitir que a desconfiança nas vacinas nos condicione”, acrescentou.

De acordo com a OMS, "após quase quatro meses de declínio sustentado, o número de casos de Covid-19 na população em geral estabilizou em África". "Pela primeira vez desde o pico da terceira onda em Agosto, o número de casos aumentou no sul da África, crescendo 48% na semana que terminou em 21 de Novembro em relação à semana anterior”, especificou a OMS. Segundo a OMS, um estudo recente de 22 países de rendimento económico elevado revela que mais de 80% dos seus profissionais de saúde já estão totalmente imunizados.

A covid-19 provocou pelo menos 5.173.915 mortes em todo o mundo, entre mais de 258,92 milhões infecções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse. Em Portugal, desde Março de 2020, morreram 18.385 pessoas e foram contabilizados 1.133.241 casos de infecção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo