Regiões

Administração do Huambo dá prioridade ao sector Social

O PIIM - Programa Integrado de Intervenção nos Municípios prevê, para o Huambo, cerca de nove projectos sociais, em diversos sectores, segundo o administrador João Calão Figueiredo, que apela aos munícipes para fiscalizarem as acções da Administração Municipal, de forma a evitar-se erros em determinadas empreitadas.

07/08/2019  Última atualização 09H43
EdIções Novembro © Fotografia por: Água potável jorra em vários bairros da cidade do Huambo

O município do Huambo, com cerca de 843 mil habitantes, tem previstas no PIIM a requalificação do sistema de água e a construção de uma central térmica na comuna da Calima, reabilitação de 20 pontos de abastecimento de água que estão fora de serviço em diversas áreas do município, bem como a construção de oito salas de aula.
O PIIM, segundo o administrador, contempla ainda a construção e o apetrechamento do Posto Médico da Quissala, arredores da cidade do Huambo, e a reabilitação de outros centros, com a realização de trabalhos de pintura, montagem de enfermarias, construção de wc e salas de serviço.
A construção de um alpendre do PVA - Programa Alargado de Vacinação e a terraplanagem de 15 quilómetros de estrada, nas zonas de Santa Iria e nos bairros do Compão e de Fátima, constam entre os projectos traçados.
As comunas da Chipipa e de Calima vão beneficiar, com a implementação do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios, de fornecimento de energia eléctrica e água, um quadro que, segundo João Calão Figueiredo, contribuirá para o surgimento e relançamento dos serviços essenciais à população.
O administrador do Huambo garantiu que serão licenciadas empresas, através de concurso público, para a execução dos projectos constantes do PIIM, que terá, mensalmente, um valor disponível por intermédio de uma quota financeira. Os projectos iniciados ou por iniciar, como por exemplo o de combate à pobreza, explicou, vão ser concluídos, pois, disse João Calão Figueiredo, o PIIM tem características específicas e cada um deles vai dar uma resposta no quadro do objectivo pelo qual foi criado, tendo em conta a obediência e regra de contratação pública, elucidou.
João Calão Figueiredo manifesta-se optimista com a execução do PIIM, por considerar que “é o caminho que pode impulsionar o desenvolvimento da população”, por estar, especificamente, dirigido para as comunidades, permitindo desconcentrar serviços, estando o cidadão mais próximo da administração municipal.
A nível do município do Huambo, está prevista a divulgação do programa nas comunas, sectores, comissões de moradores, autoridades tradicionais e nos bairros para que as pessoas estejam mais esclarecidas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões