Sociedade

ACNUR: Angola acolhe 57 mil refugiados

Um total de 57 mil refugiados e requerentes de asilo, maioritariamente da República Democrática do Congo (RDC), vive em várias regiões de Angola, de acordo com dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

20/06/2022  Última atualização 13H46
© Fotografia por: DR | Arquivo

Segundo a ACNUR, 17% entraram no país em 2017, provenientes do Grande Kasai (RDC), através das fronteiras com a província da Lunda Norte, devido ao conflito político e éctnico registado, na altura, no país vizinho.

O documento da ACNUR citado hoje pela ANGOP ressalta também que, além de cidadãos da RDC, compõem o grupo cidadãos guineenses, marfinenses, mauritanos, somalis, sudaneses e eritreus, num total de 50 mil pessoas que vivem, regra geral, em áreas urbanas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade