Sociedade

Acidentes de viação causam oito mortos

Os 21 acidentes de viação registados em Luanda entre sexta-feira e domingo deixaram oito mortos e 19 feridos, segundo o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional.

01/06/2021  Última atualização 08H00
© Fotografia por: Contreiras Pipa | Edições Novembro
O inspector-chefe Nestor Goubel disse, ontem, ao Jornal de Angola, que a maior parte das mortes foi por atropelamento, devido à travessia irregular das estradas. 

Nestor Goubel afirmou que a falta de cumprimento do Código de Estrada, ultrapassagens e mudança de direcção irregulares também estiveram na origem dos acidentes, ocorridos em vários municípios de Luanda.  Acrescentou que foram apreendidas cinco viaturas e dez motorizadas, bem como aplicadas 418 multas, por infracções ao Código de Estra-da. O Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, referiu, apreendeu, também, oito armas de fogo, sendo cinco do tipo metralhadora AKM e três do tipo pistola. 

Durante o período em referência foi recuperada uma viatura de marca Mitsubishi, modelo Pajero, cor azul, que havia sido furtada na capital do país. 

Nestor Goubel disse que foram detidos 128 cidadãos, presumíveis autores de diversos crimes, nos municípios de Luanda, Belas, Viana, Cazenga, Kilamba Kiaxi, Cacuaco, Talatona e Icolo e Bengo. O oficial destacou a ocorrência de 21 crimes de ofensas à integridade física, com recurso à arma de fogo, branca e objectos contundentes. O Serviço de Emergência Policial (terminal 113) registou 939 solicitações, que mereceram a pronta resposta dos efectivos. 

O porta-voz da Polícia Na-cional em Luanda apelou aos cidadãos a continuarem a cumprir as orientações das Forças de Defesa e Segurança, evitando aglomerações e a circulação desnecessária, utilizando correctamente a máscara facial nos locais públicos, de forma a evitar a propagação do novo Coronavírus ou das suas estirpes. "Em caso de violação dos seus direitos, não devem fazer justiça pelas próprias mãos, deverão, sempre, denunciar às autoridades competentes", disse. 

  Bombeiros registam 40 casos

O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros registou, durante o final de semana, 40 ocorrências diversas, que causaram oito mortos. O porta-voz do Serviço Na-cional de Protecção Civil e Bombeiros, intendente Félix Domingos, disse que houve o registo de 115 serviços prestados em diferentes especialidades, com destaque para resgate e salvamento, bem como 76 evacuações às unidades hospitalares. Segundo Félix Domingos, na cidade do Cuito, Bié, três membros da mesma família sofreram queimaduras graves, na sequência de um incêndio que teve como causa fogo posto. O suposto autor já se encontra detido. 

Em Luanda foram registados sete incêndios, supostamente causados por curto circuito, fogo posto e negligência.   O porta-voz dos Bombeiros em Luanda, inspector Faustino Minguês, disse que os incêndios afectaram sectores da Habitação, Transportes e Ambiente, nos municípios de Luanda, Belas, Kilamba Kiaxi e Viana. Foi ainda registada uma remoção de cadáver, no município de Viana, Distrito Urbano do Zango, no canal de água do Kikuxi, de um cidadão que aparenta ter 36 anos. Houve ainda a neutralização de derrame de combustível na via pública, no município de Luanda, Distrito Urbano do Rangel, bairro da Vila Alice, provocado por uma viatura em mau estado técnico. 

Os bombeiros realizaram, também, um trabalho de desprendimento de anel, no município do Kilamba Kiaxi, Distrito Urbano do Nova Vida, a um menor de 13 anos, bem como quatro  aberturas de portas bloqueadas, nos municípios de Viana (Zango), Belas e Cacuaco.  Faustino Minguês acrescentou que foram feitos 19 serviços pré-hospitalares, na sequência de acidentes de viação, agressões físicas, quedas na via pública e patologias diversas, nos municípios de Viana e Luanda. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade