Economia

Acess Bank anuncia aquisição do operador ABC da Tanzânia

O Acess Bank PLC anunciou, quarta-feira, a conclusão bem-sucedida da aquisição do African Banking Corporation da Tanzânia(ABC), no âmbito da estratégia de alargamento estratégico em curso, com o objectivo de tornar-se o banco africano mais respeitado do mundo.

13/06/2024  Última atualização 10H31
Instituição pretende ser maior referência da banca em África © Fotografia por: DR

Com o culminar do processo de aquisição, as operações do Banco ABC serão agora fundidas com as operações de banca de consumo, privada e de negócios do Standard Chartered Bank Tanzânia, também adquirido pelo Acess Bank, formando uma nova entidade que será conhecida como Access Bank Tanzânia.

A medida reforça a aspiração da instituição de se tornar num interveniente forte na região da África Oriental, ao mesmo tempo que acrescenta maior profundidade e amplitude às suas operações pan-africanas, criando oportunidades mais significativas para a inclusão financeira, uma gama diversificada de produtos e uma melhor experiência do cliente.

A presença do Access Bank em mais de 22 países, incluindo Angola, representa uma plataforma robusta que pode ser aproveitada para impulsionar o comércio e os pagamentos intra e inter-africanos.

Segundo o presidente Executivo (CEO) do Access Bank, Roosevelt Ogbonna, esta mudança estratégica representa um passo notável no sentido de estabelecer um caminho sólido na Tanzânia para o comércio intra-africano, na região da África Oriental, em todo o continente e no resto do mundo. Realça o nosso compromisso em contribuir para a criação de uma rede bancária robusta na África Oriental, impulsionando a mudança positiva e a inovação”.

"Estamos entusiasmados com as oportunidades que esta aquisição apresenta para as nossas operações na Tanzânia e estamos ansiosos por aproveitar as nossas forças combinadas para oferecer soluções e experiências financeiras excepcionais aos nossos clientes”, disse Roosevelt Ogbonna.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia