Economia

Acções do Banco Angolano de Investimento (BAI) acentuam valorização

As acções do Banco Angolano de Investimento (BAI) valorizaram-se em 10 por cento desde 9 de Junho, duas semanas depois de cotadas na Bolsa da Dívida e Valores de Angola (BODIVA), onde chegaram a fechar em 27 mil kwanzas.

24/06/2022  Última atualização 11H35
BAI continua a receber propostas para a compra de acções © Fotografia por: DR

O coordenador de Negociações da BODIVA, Raúl Diniz,  foi, ontem, citado pela Angop, a confirmar, na 2ª  Edição do Seminário para Executivos "As Empresas no Mercado de Capitais”, dados que, a 17 de Junho, anunciavam um valor de mercado do BAI de 441,6 mil milhões de kwanzas, equivalentes a 1.015 milhões dólares.

Segundo o responsável, a BODIVA continua a receber propostas através dos seus  membros, que são os bancos comerciais e as corretoras licenciadas, ao mesmo tempo que o quadro regulatório da Bolsa cria soluções para que os grandes contribuintes possam integrar as acções no sistema.

Na Oferta Pública Inicial (OPI) as acções do banco foram alienadas a um preço unitário compreendido no intervalo entre o valor mínimo de 17.200 kwanzas e o valor máximo de 20.640 kwanzas.

Na operação, o Estado vendeu 1,945 milhões de  acções que detinha forma indirecta no BAI (equivalendo a 10 por cento do capital do banco), por intermédio da Sonangol (8,5 por cento) e Endiama (1,5).

"O país conseguiu demonstrar que a privatização em bolsa de participações sociais detidas pelo Estado cumpre com os objectivos pelos quais o Programa de Privatização (PROPRIV) foi concebido”, afirmou o ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, no lançamento da negociação das acções do BAI na BODIVA, a 9 de Junho.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia