Regiões

Acalmia nas unidades de saúde do Bengo

Edvaldo Lemos | Bengo

Jornalista

Pelo menos 700 pessoas, com patologias diversas, foram atendidas, durante o final de semana prolongado (de sexta à terça-feira), nos bancos de urgência das principais unidades sanitárias da província do Bengo.

02/11/2021  Última atualização 22H48
© Fotografia por: MARIA JOÃO|EDIÇÕES NOVEMBRO

Nas últimas 72 horas, o Hospital Provincial do Bengo foi a unidade que registou o maior número de situações, 343, sendo que a maioria sofria de malária e dois casos de acidentes graves.

No Hospital Geral da Barra do Dande, a supervisora em serviço, Luzia Monteiro, avançou que, no último final de semana, aquela unidade de saúde assinalou 169 casos. "Não recebemos feridos e muitos menos doentes com Covid-19”, salientou, para sublinhar que a maternidade do referido hospital realizou quatro partos em 27 gestantes atendidas.

No mesmo período, o Centro Materno Infantil das Mabubas recebeu 108 pacientes, dos quais 30 crianças e 12 adultos com ferimentos graves, em consequência das brigas ocorridas nas comunidades. O director do centro, António Martins, explicou que a malária lidera a lista de ocorrências, seguindo-se outras patologias como a anemia severa, tuberculose, diabete e hipertensão.

"Nas últimas 72 horas, registamos apenas um óbito causado por tuberculose, e um caso de acidente de viação”, disse.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões