Economia

Abu Dhabi segue plano de captação de investidores

O mercado angolano é dos escolhidos pelos grupos empresariais Rotana e o Steigenberger Hotels AD, para, nos próximos anos, implantar unidades hoteleiras internacionais no quadro do programa de alargamento da rede e entrada em novos países.

24/01/2022  Última atualização 07H50
Embaixador Albino Malungo (à direita) com Nasser Al Nowais © Fotografia por: DR
A intenção foi manifestada ao embaixador de Angola nos Emirados Árabes Unidos, Albino Malungo, pelos empresários Nasser Al Nowais, presidente do Grupo Rotana, e Siegfried Nierhaus, vice-presidente para o Médio Oriente da Steigenberger Hotels AG/Deutsche Hospitality.

Conforme apurou o Jornal de Angola, o embaixador Extraordinário e Plenipotenciário de Angola nos Emirados Árabes Unidos, Albino Malungo, assegurou, na ocasião, encetar contactos junto das entidades nacionais para que seja concretizada a intenção manifestada pelos empresários ligados à hotelaria nos EAU, que pretendem estabelecer parcerias e investimentos no mercado angolano.

À Nasser Al Nowais, do Grupo Rotana, e Siegfried Nierhaus, da Steigenberger Hotels AG/Deutsche Hospitality, o embaixador Albino Malungo prometeu servir de ponte para os contactos preliminares com o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente (MCTA) e outros empresários do sector em Angola, no sentido da intenção manifestada ter então resultados no futuro.

No historial dos empresários, conforme partilhado, a Rotana Hotel Management Corporation (Rotana) foi fundada em 1992, através de uma parceria entre dois pensadores visionários, Nasser Al Nowais e Selim El Zyr. Abriu a primeira propriedade, o Beach Rotana Abu Dhabi, em 1993, e é hoje uma das principais firmas de administração hoteleira em África, Médio Oriente, Europa Oriental e Turquia.

Por outro lado, o Grupo Deutsche Hospitality (anteriormente Steigenberger Hotel Group) é a marca geral da empresa hoteleira alemã Steigenberger Hotels AG, membro do Huazhu Group desde 2020.
O grupo foi fundado por Albert Steigenberger em 1930 e era administrado como uma empresa familiar pelos descendentes do fundador, que faleceu em 1958.

Em Janeiro de 2020, o portfólio da Deutsche Hospitality incluía um total de cerca de 150 hotéis em três continentes, dos quais mais de 30 estão em fase de construção ou de planeamento.

Os hotéis da marca estão localizados em 19 países, incluindo Alemanha, Áustria, Suíça, Holanda, Bélgica, Dinamarca, Suécia, Espanha, Egipto, Omã, Tunísia, Emirados Árabes Unidos e China. Em 2019, conforme dados fornecidos ao Jornal de Angola, o grupo hoteleiro anunciou o plano de expansão mundial que visa aumentar o portfólio global para 250 hotéis até 2024.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia