Política

Aberto livro de condolências para França Van-Dúnem

O Ministério das Relações Exteriores (MIREX) abriu, nesta sexta-feira, na sua sede, em Luanda, um livro de condolências para apresentação de homenagens ao nacionalista e antigo Primeiro-Ministro angolano França Van-Dúnem, falecido dia 12 deste mês, em Lisboa, vítima de doença.

15/06/2024  Última atualização 09H10
© Fotografia por: DR

O livro está localizado no hall de entrada do edifício do MIREX, para onde já se começaram a dirigir várias entidades para render homenagem a França Van-Dúnem.

Entre as personalidades que já assinaram, ontem, o livro de condolências, destaca-se o secretário de Estado para a Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas, o embaixador Domingos Vieira Lopes, que destacou o contributo do nacionalista em prol do crescimento do país.

Depois foi a vez dos embaixadores acreditados em Angola, que também se deslocaram ao local para render homenagem ao antigo diplomata angolano. Foi o caso dos embaixadores da Argélia, Abdelhekim Mihoubi, da China, Zhang Bin, do Reino de Espanha, Manuel Pradas Romano, do Egipto, Naveen El-Husseiny, da Sérvia, Milos Perisic, e do Gabão, Guy Wezet Nambo.

"Patriota fervoroso"

Na sequência das mensagens de condolências chegadas à Redacção do Jornal de Angola, provenientes de várias instituições, o Ministério da Defesa Nacional, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria considerou França Van-Dúnem um"patriota fervoroso, de alto sentido de responsabilidade e espírito de missão em prol da edificação da nação angolana”.

Na mensagem de condolências, aquele departamento ministerial recorda que o também académico abraçou, muito cedo, o movimento libertador liderado pelo MPLA, na clandestinidade, com total entrega às causas mais nobres do povo angolano, tendo-se destacado pelo fervor patriótico na conquista e preservação da Independência Nacional, assim como na institucionalização do Estado Democrático e de Direito. De referir que foi rezada, ontem, uma missa de corpo presente na Basílica de Estrela, em Lisboa, Portugal, numa inciativa da família.

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política