Economia

Aberto concurso público para reabilitar prédios na Vida Pacífica

O Fundo de Fomento Habitacional (FFH) faz saber que está aberto, até 29 de Outubro, o Concurso Público para a reabilitação de 21 edifícios na Urbanização Vida Pacífica, em Luanda, num contrato estimado em 23,8 mil milhões de Kwanzas.

27/09/2021  Última atualização 03H30
© Fotografia por: DR
A empreitada está subdividida em seis (6) lotes e definiu um prazo de oito (8) meses para a execução de cada um deles.
Trata-se de edifícios vandalizados, desprovidos de elementos internos, incluindo infra-estruturas técnicas internas e externas, e que englobam trabalhos de reparação, revisão, fornecimento, aplicação, instalação, recuperação, ensaios, pinturas e arranjos exteriores.

A obtenção das peças de procedimentos obriga a um pagamento de 60 mil kwanzas, sendo a caução fixada em 5,0 por cento do preço global da proposta.


Proposta mais vantajosa

O critério de adjudicação, de acordo com a contratante, é prioriza a proposta economicamente mais vantajosa, tendo em conta os factores enunciados nas peças do procedimento.
O projecto Vida Pacífica, construído no interior do Zango Zero, no distrito Urbano do Zango, município de Viana, em Luanda, está avaliado em perto de 300 milhões de dólares.

Os edifícios integram um lote de mais de mil imóveis construídos com fundos públicos, apreendidos em Fevereiro do ano passado pela Procuradoria-Geral da República de Angola no âmbito do processo de recuperação de activos que se encontravam na posse do China Internacional Fund Limited.

O Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, segundo dados,  tem em curso a construção de 19 mil habitações em sete centralidades do país. Concluiu já cerca de 68 mil habitações em 16 centralidades. Recentemente, aprovou a construção de mais cinco mil casas no âmbito do programa municipal de fogos a serem erguidas nas províncias do Bengo, Cabinda e Cunene. No âmbito do Programa Nacional do Urbanismo e Habitação, foram iniciadas obras para construção de 35 centralidades em todo o país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia