Cultura

Abdulrazak Gurnah vence Prémio Nobel da Literatura

O prémio Nobel da Literatura 2021 foi atribuído ao escritor Abdulrazak Gurnah, nascido em Zanzibar, anunciou hoje a Academia Sueca.

07/10/2021  Última atualização 13H50
© Fotografia por: DR

O prémio Nobel da Literatura foi atribuído a Gurnah "pela sua penetração descomprometida e compassiva dos efeitos do colonialismo e do destino dos refugiados no espaço entre culturas e continentes”.

Abdulrazak Gurnah nasceu em 1948 em Zanzibar, um arquipélago na costa este africana, mas exilou-se desde os 18 anos no Reino Unido, onde se reformou recentemente da Universidade de Kent, onde foi professor de Literatura Inglesa e Pós-Colonial.

"A sua partida [de Zanzibar] explica o papel central que o exílio tem em toda a sua obra, mas também a sua ausência de nostalgia por uma África primitiva e pré-colonial", afirmou a Academia Sueca.

No entender do comité, a obra literária de Abdulrazak Gurnah é um "retrato vívido e preciso de uma outra África, numa região marcada pela escravatura e por diferentes formas de repressão de vários regimes e poderes colonialistas: português, indiano, árabe, alemão e britânico".

Autor de obras como "Paradise" (1994) e "Afterlives" (2020), Abdulrazak Gurnah "tem sido amplamente reconhecido como um dos mais proeminentes escritores do pós-colonialismo".

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura