Política

A Igreja é o marco e o prumo em tempos de eleições

Isaque Lourenço

Jornalista

O pastor provincial da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal em Luanda, António Joaquim de Sousa, disse que a Igreja deve actuar como marco e prumo em tempos de eleições para frear os discursos musculados de políticos e garantir que a paz seja valorizada acima de tudo.

25/06/2022  Última atualização 11H00
Presbítero provincial, Reverendo António Joaquim de Sousa © Fotografia por: DR

Segundo o pastor, a Igreja, em Luanda, sabe que o 24 de Agosto, data marcada para as eleições deste ano, é um marco iniciado em 1992. Ela continua a orar pela paz e os políticos têm a obrigação de a conservar.

"O momento que se avizinha, às vezes, surge algum tumulto político, discurso musculado de alguns políticos e isso não é bom para a paz, não é bom para a convivência, não é bom para a pacificação dos espíritos. Logo, a Igreja é o marco e também o prumo, porquanto o salmista expressou-se dizendo que feliz é a Nação cujo Deus é o Senhor", disse, durante o último culto.

Por sua vez, o administrador-adjunto para a área Política e Social do município do Kilamba Kiaxi, em Luanda, Tito Barreiro, prestigiou a conferência com a presença em representação do administrador municipal.

Tito Barreiro disse, na ocasião, que o Governo conta com a Igreja como parceira na resolução de muitos problemas da comunidade, mas, principalmente, na moralização dos espíritos das famílias.

"Duas palavras chamam-me a atenção nessa Igreja: servir com excelência e conquistar promessas. A Igreja, com as vossas orações, é a única instituição que pode mudar as pessoas e isso é servir com excelência. Conquistar promessas, é conquistar almas para Deus. Esse é o papel principal da Igreja e depois vem o complemento que têm feito muito bem até aqui nas áreas da Saúde, da Educação e outros apoios sociais", disse.

O responsável municipal disse ser preciso acalmar os espíritos das famílias, pois, desta forma, ter-se-á uma Nação boa para se viver.

A Igreja Assembleia de Deus Pentecostal encerrou há dias a IX Conferência Bíblica Provincial de Luanda, tendo em uma semana abordado o tema "Não remova os marcos deixados pelos antigos", num evento presenciado em média por mais de mil fiéis.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política