Cultura

“A Escrava da Cama” no retorno ao teatro

“A Escrava da Cama” é o título do espectáculo de teatro a ser exibido este domingo, às 18h00, na Casa das Artes, em mais uma edição do projecto “Duetos N’Avenida”, novamente virado às outras artes além da música.

08/10/2021  Última atualização 08H45
© Fotografia por: DR
O espectáculo de teatro, que tem como protagonistas os actores Celma Pontes e Jaime Joaquim, foi escrito por Marisa Júlio e encenado e dirigido por Tony Frampênio.
Para a autora do texto e criadora das personagens, "A Escrava da Cama” é uma oportunidade de transformação para os actores, assim como do público que vai analisar mais sobre as várias dificuldades e dramas das relações amorosas, com realce ao casamento.

"O texto se inspira na realidade angolana, mas particularmente na história de uma pessoa conhecida que, infelizmente, conviveu com um homem que sofria de dependência química. Considero o tema relevante e merecedor de discussão e reflexão”, disse Marisa Júlio.

Nessa primeira edição dedicada ao teatro angolano, o projecto "Duetos N’Avenida” aposta na criatividade, tal como fez com o humor e a poesia. Para a organização, é uma forma de dar ao público a possibilidade de apreciar outras disciplinas artísticas, além da música.

O director executivo da Zona Jovem Produções, Figueira Ginga, informou que o projecto foi criado para destacar as artes nacionais, no seu todo. "Existem muitos talentos na cultura nacional. Queremos assim os apresentar no palco do Duetos”, disse.
O encenador Tony Frampênio explicou que levar o teatro ao Duetos N’Avenida está a ser um grande desafio. "Mas é vantajoso”, disse.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura