Economia

380 milhões de kwanzas negociados na Feira da Banana

Os números da 8ª Feira da Banana de Produção Nacional (FEIBA 2019), divulgados no domingo, no encerramento, apontam para negócios de 380 milhões de kwanzas (menos cem que o previsto).

25/06/2019  Última atualização 10H12
DR © Fotografia por: Negócios com a banana rondou os 380 milhões de kwanzas

O porta-voz da organização, João Mpilamosi, declarou que o valor resulta da transacção de cerca de 400 toneladas de produtos do campo, além de banana, mandioca, feijão e batata-doce, indicando também a participação de 250 expositores (mais 50 que o previsto), a criação de cem postos de trabalho temporários e 12 mil visitantes.

Os expositores, que re-presentaram negócios dos domínios da agro-indústria, máquinas e equipamentos, prestação de serviços, transportes, pescas, turismo, se-guros, banca e tecnologias de informação e comunicação, estabeleceram contactos entre si e assinaram alguns contratos.
Os participantes representavam as províncias de Luanda, Bengo, Benguela, Cuanza-Sul e Malanje, sendo Portugal o único país estrangeiro representado no certame com cinco empresas dos sectores da indústria, turismo, transportes, pescas, obras pú-blicas, geologia e minas e agricultura, de acordo com João Mpilamosi.
A FEIBA é uma iniciativa do Governo Provincial do Bengo, a Caxito Rega (gestora pública do Perímetro Irrigado de Caxito) e a empresa de capitais privados Nova Agrolíder, uma parceria que visa divulgar as potencialidades de produção agrícola da região.

Os premiados do certame
A Sociedade Agrícola das Bimbas, de Benguela venceu o prémio dos Grandes Produtores da FEIBA 2019 e o de Pequenos Produtores, noticiou a Angop.
Benguela voltou a conquistar o galardão máximo da feira, a Banana de Ouro, depois de já o ter conseguido no ano passado, com a Fazenda Manuel Monteiro, e o mesmo aconteceu com o município do Dande na categoria de Pequenos Produtores.
Na cerimónia de galardoação, foram ainda distinguidas as empresas Agrozootec (na categoria de Máquinas e Equipamentos Agrícolas), TPA (Melhor Cobertura Jornalística), Fidelidade (Seguros), Banco de Fomento Angola (BFA, Melhor Representação Bancária), Vera Nova (Melhor Stand de Factores de Produção), Sunigest (Melhor Stand de Estudos e Projectos).
O prémio para o Stand Revelação da feira ficou com a empresa Novangospencer, que expôs uma casa de um piso, construída com material composto por esferovite e malhassol, chapas caneladas, portas e janelas de alumínio, material de canalização e lava-loiça. O Bengo também ganhou o prémio de Melhor Representação Provincial.
A visitar a FEIBA 2019, no sábado, o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, José Carlos Bettencourt, considerou elevado o potencial do certame direccionar os investidores estrangeiros para os projectos da economia angolana mais necessitados de capital e tecnologia.
Em declarações à imprensa, o secretário de Estado referiu que uma das formas de de-monstrar essas potencialidades é a realização regular de feiras que congreguem expositores de diferentes sectores num só espaço, permitindo a troca de experiências e o fomento de negócios.
* Com a Angop

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia