Sociedade

2.688 apartamentos vão ser entregues

Roque Silva

Jornalista

O ministro das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares, disse, esta terça-feira, em Luanda, que 2.352 apartamentos do Projecto Habitacional Zango Zero começam a ser entregues este mês aos proprietários.

11/05/2022  Última atualização 09H45
Ângulo do Projecto Habitacional Zango Zero em Luanda © Fotografia por: DR
Acrescentou que serão, também, entregues, entre Julho e Agosto, 336 apartamentos da Urbanização Vida Pacífica. Manuel Tavares, que falava à imprensa no decurso de uma visita de constatação às obras em curso em ambos projectos habitacionais, disse que os 2.352 apartamentos estão em 21 dos 28 edifícios do Projecto Habitacional Zango Zero, vulgo Segunda Fase da Urbanização Vida Pacífica. 

Fez saber que os 336 apartamentos da Urbanização Vida Pacífica fazem parte de três edifícios vandalizados e que dois prédios serão entregues em Julho e um em Agosto.  Deu a conhecer, por outro lado, que os imóveis, nas tipologias T4 e T3, já têm donos e que, no mês em curso, decorre apenas a formalização de entrega das chaves aos proprietários.

O ministro das Obras Públicas e Ordenamento do Território afirmou estar em marcha um plano para concluir a reparação, até ao final do ano, dos apartamentos nos restantes oito edifícios vandalizados, com os primeiros a serem entregues a partir do mês de Setembro.

Manuel Tavares disse que a vandalização criou em alguns apartamentos e edifícios prejuízos avultados, "a ponto de estarem a necessitar de materiais a serem importados da China”.

 

Estação de Tratamento de Águas Residuais

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Urbanização Vida Pacífica está a ser reabilitada, na sequência da degradação que sofreu por nunca ter sido utilizada. As obras, que integram, também, a construção da Rede de Drenagem das Águas Residuais e Pluviais, orçados em 5.455.683.206,91 (cinco mil milhões, quatrocentos e cinquenta e cinco milhões, seiscentos e oitenta e três mil, duzentos e seis kwanzas e noventa e um cêntimo), estão a cargo da empreiteira Omatapalo.

A ETAR vai garantir o reaproveitamento das águas residuais pelos moradores, por meio de oxidação e outros processos devidamente eficazes, e tem capacidade para tratar cinco mil metros cúbicos de água por dia.

O plano de execução se encontra na ordem dos 40 por cento, mas a previsão de entrega da obra está prevista para a segunda quinzena de Agosto.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade