Desporto

1º de Agosto ganha vida na interacção cibernética

António Cristóvão

Jornalista

A boa prestação do 1º de Agosto, na 22ª edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, cujo destaque recai para a presença nas meias-finais, depois de deixar pelo caminho o TP Mazembe do Congo Democrático, colosso continental, coloca os tri-campeões an-golanos entre os maiores em presença digital.

25/09/2018  Última atualização 11H12
Santos Pedro| Edições Novembro © Fotografia por: Boa prestação nas Afrotaças coloca campeão angolano entre os maiores em presença digital

Os militares do Rio Seco ocupam a 17ª posição do Ranking Digital de Clubes Africanos, actualizado na última semana, com uma comunidade de 421.076 seguidores, divididos  pelo Facebook (402.781), Instagram (16.700), Twitter (941), Google (76) e  Youtube (1.595), muito perto do Mazembe (472.595), Young Africans SC da Tanzânia (447.764) e Gor Mahia FC do Quénia (443.276).
“Estando agora entre as quatro melhores equipas do continente, é nossa obrigação elevar a presença digital, conquistando adeptos dentro e fora de Angola. É de realçar o crescimento de seguidores de Moçambique, actualmente em 16 mil, sendo que a marca 1º de Agosto passou de local para internacional. Mas, é nossa missão elevá-la à categoria de global”, assinalou o direc-tor de Comunicação e Imagem do clube, Meike Casta-
nheira Neves.
A presença digital, chama atenção o quadro da máquina directiva comandada por Carlos Hendrick da Silva, não se limita a simplesmente marcar território nas redes sociais e nos demais canais online. “É mais do que isso. É fazer um bom uso dessas ferramentas, de modo que o clube ou empresa conquiste a relevância necessária para se tornar confiável para o seu público”.
Focado no crescimento e rentabilização da imagem dos agostinos, Meike Neves sublinhou que a presença digital “é fundamental para a construção da marca. É preciso tê-la no plano de marketing e zelar pela sua regularidade. Assim, o clube estreita a relação com os seus consumidores, ganha a confiança das pessoas e fortalece o seu nome no mercado”.
O conteúdo, relacionamento, plataforma e posicionamento são elementos chaves no processo de construção da marca, que devem ser seguidos “à risca” por quem quer fazer valer essa presença digital, explicou o director.
“A confiança digital do seu público é conquistada, principalmente, com um conteúdo de qualidade e com a regularidade dele. Dar aos consumidores uma óptima experiência online. Criar uma plataforma prática e funcional, mas sem esquecer que quem irá navegar por ela são pessoas e não máquinas. Para ter um posicionamento relevante na internet, é preciso ser coerente. Adoptar uma linha de comunicação comum a todos os canais digitais. O 1º de Agosto está a trilhar o caminho dos grandes clubes de África, como por exemplo o Al Ahly”, detalhou as bases do sucesso no espaço cibernético.           
No Facebook, os registos do mês passado apontavam para a presença maioritária de seguidores dos 18 aos 24 anos, do sexo masculino, que representavam 36 por cento, quando o público feminino era mais expressivo no intervalo etário dos 25 aos 34 anos, 25 por cento.  

Multidão do Al Ahly
A tabela é amplamente dominada pelo Al Ahly do Egipto, com mais de 20 mi-lhões de visitantes, Face-book (11.594.135), Instagram (3.433.120), Twitter (4.292.467), Periscópio (9.161), Google (870.626) e Youtube (254.520). No segundo lugar aparece o Zamalek, outro gigante egípcio, procurado por 10.149.136, seguido pelo Kaizer Chiefs da África do Sul (4.761.230) e Raja Casablanca de Marrocos (4.477.785).
O Petro de Luanda, clube mais titulado de Angola, surge apenas na posição 52, com 82.167 visitas dos internautas, atrás do Difaa Hassani Jadidi de Marrocos (82.754), KCCA FC do Uganda (82.797), Saint George FC da Etiópia (82.988) e Club Athlétique Bizertin da Tunísia (83.820).
Adversário dos militares, na meia-final da Liga dos Campeões, dia 2 de Outubro, no 11 de Novembro, e dia 23, no Olympique de Radès, o Esperance de Túnis está no 19º lugar, com 375.950 seguidores, distribuídos pelo Facebook (332.700), Instragram (290), Twitter (30.756), Google (312) e Youtube (11.856).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto