Desporto

1º de Agosto e Sagrada vencem e mantêm despique renhido

1º de Agosto e Sagrada Esperança venceram, ontem, Progresso Sambizanga e FC Bravos do Maquis, nos desafios de destaque da abertura da 22ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da primeira divisão, Girabola'2020/21, e mantém acesa a disputa pela liderança, com o dois irmãos atacantes destes emblemas, Mabulu e Jó Paciência, a serem os marcadores de serviço.

30/05/2021  Última atualização 09H58
Mabululu voltou a ser decisivo na conquista dos três pontos pela formação do Rio Seco © Fotografia por: Contreiras Pipa | Edições Novembro
No derby do Leste, a equipa diamantífera teve, com paciência, de esperar por um deslize da defesa maquisarde para marcar o único tento da partida, aos 75 minutos, quando tudo indicava para uma igualdade sem golos, tal era o equilíbrio que se registava desde o início da contenda. Bafejados pela sorte e a maior acutilância no ataque, o Sagrada Esperança saiu vitorioso do Luena e mantém a ambição de regressar ao comando da competição, caso vença  o jogo em atraso com o Cuando Cubango, e a pressão sobre o 1º de Agosto.

O conjunto militar, por seu turno, foi ao Estádio Municipal derrotar os sambilas por uma bola sem resposta, com golo de Mabululu, aos 24 minutos. Com o triunfo a formação do Rio Seco conserva a liderança e continua a sonhar com o ansiado penta. Num jogo onde os sambilas não facilitaram, os militares foram obrigados nalguns momentos a afivelarem posições defensivas para evitar dissabores.

De "barriga cheia” saiu o Interclube do Estádio Municipal do Tafe, onde foi golear o Sporting de Cabinda, por 4-1, de cambalhota. Os leoninos inauguraram o marcador através de Gláucio Fanfa, aos 21 minutos, mas Higino restabeleceu a igualdade aos 34', Dasfa "bisou” aos 37' e 69' e Wilfred fechou a contagem aos 75'. Fucuamana, do Sporting, ainda desperdiçou uma grande penalidade na segunda parte.

Quem também deu uma reviravolta à desvantagem no marcador foi o Recreativo do Libolo, que se viu a perder diante do Desportivo da Huíla, aos 55 minutos, depois de uma primeira parte sem golos. Os calulenses reagiram e igualaram a partida, aos 60, por intermédio de Vali, e Liliano deu a cambalhota no marcador, aos 88, resultado que permite à formação do Cuanza-Sul subir alguns degraus na classificação.

A disputa da jornada prossegue hoje com as atenções viradas para a deslocação do Petro ao reduto do Recreativo da Caála, um terreno difícil, onde Mateus Agostinho "Bodunha” e pupilos pretendem dar continuidade à caminhada triunfante, para continuar no encalço do Sagrada e 1º de Agosto. A Caála, certamente, pretende contrariar já que joga em casa. Destaque também para o derby benguelense entre Wiliete e Académica do Lobito, equipas separadas por três pontos, com vantagem dos "estudantes, sem desprimor para o duelo entre Santa Rita e Ferrovia, os dois últimos da tabela de classificação. 

Amândio Clemente|

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto